animais e animalidades em literaturas de língua portuguesa (programa 2018.1)

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

  1. INTRODUÇÃO AO TEMA
    1. Animais escritos e zooliteratura
  2. COLONIALISMO ENTRE O HUMANISMO E SEUS DUPLOS
    1. O outro, a fera, o antropófago
    2. Animal como metáfora do outro em Os Lusíadas
    3. Progresso moderno e ferocidade
  3. ÉTICA ENTRE VIVENTES
    1. Comunidades híbridas entre humanos-animais: Llansol e Pepetela, Ruy Duarte e outros
  4. LINGUAGEM E PENSAMENTO ANIMAL
    1. Monstros e híbridos nas fronteiras do humano
    2. Pensamento animal
    3. “O poema é um animal”: Herberto Helder e Luis Miguel Nava
    4. A experiência do aberto: A paixão segundo G.H.

BIBLIOGRAFIA GERAL

Bibliografia Literária

ANDRADE, Carlos Drummond de. Antologias diversas.

BRANDÃO, Fiama H. P. Bestiário. Obra breve. Lisboa, Assírio e Alvim, 2006.

CAMÕES, Luis de. Os lusíadas. (várias ed: BIC e na internet)

CARVALHO, Ruy Duarte de. Lavra: poesia reunida (1970-2000). Lisboa, Cotovia, 2005.

COUTO, Mia. Vozes anoitecidas. Lisboa, Editorial Caminho, 2003.

COUTO, Mia. Cada homem é uma raça. São Paulo, Companhia das Letras, 2013.

HELDER, Herberto. Ou o poema contínuo. São Paulo, Girafa,  2009.

HELDER, Herberto. Photomaton & Vox. Rio de Janeiro, Tinta da China, 2017.

JORGE, Luiza Neto. Poesia. Lisboa, Assírio e Alvim, 1993.

LISPECTOR, Clarice. A paixão segundo GH. Rio de Janeiro, Rocco, 1998.

LISPECTOR, Clarice. Todos os contos. Rio de Janeiro, Rocco, 2016.

LLANSOL, Maria Gabriela. Amar um cão. Lisboa, Assírio e Alvim, 2007

NAVA, Luis Miguel. Poesia completa. Lisboa, D. Quixote, 2002.

PEPETELA. A parábola do cágado velho. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2005.

ROSA, Guimarães. Meu tio, o Iauaretê. Estas histórias. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2013.

TAVARES, Paula. Amargos como os frutos: poesia reunida. São Paulo, Pallas, 2012.

TAVARES, Gonçalo M. Animalescos. Porto Alegre, Dublinenses, 2016.

TORGA, Miguel. Bichos. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 2007.

Filmografia

O HOMEM ELEFANTE, EUA, Reino Unido, 1980, David Lynch.

A MOSCA, EUA, 1986, David Cronenberg.

A VINGANÇA DE WILLARD (remake do original de 1971), EUA, 2003, Glen Morgan.

CISNE NEGRO, EUA, 2013, Darren Aronofsky.

BESOURO, Brasil, 2009, João Daniel Tikhomiroff.

BOI NEON, Brasil, 2015, Gabriel Mascaro.

Bibliografia Teórico-Crítica

AGAMBEN, Giorgio. O aberto: o homem e o animal. 2ed. rev. Rio de Janeiro, Civilização Brasileira, 2017.

ARENDT, Hannah. A condição humana. 13ed. rev. Rio de Janeiro, Forense Universitária, 2017.

CARVALHO, Ruy Duarte de. Vou lá visitar pastores. Rio de Janeiro, Gryphos, 2000.

DELEUZE, Gilles. A de Animal. O abecedário. Disponível em: https://razaoinadequada.com/2014/09/22/deleuze-a-de-animal/

DERRIDA, Jacques. O animal que logo sou (a seguir). São Paulo, EDUNESP, 2002.

LEIRIS, Michel. Espelho da tauromaquia. São Paulo, Cosac Naify, 2001.

LYOTARD, Jean-François. Prefácio: do humano. O inumano. Lisboa, Estampa, 1989.

MACIEL, Maria Esther. O animal escrito. São Paulo, Lumme, 2008.

MACIEL, Maria Esther (org.). Pensar/escrever o animal. Florianópolis, EDUFSC, 2011.

MACIEL, Maria Esther. Literatura e animalidade. Rio de Janeiro, civilização brasileira, 2016.

SILVA, Tomaz Tadeu da (org.). Pedagogia dos monstros. Os prazeres e os perigos da confusão de fronteiras. Belo Horizonte, Autêntica, 2000.

VIVEIROS DE CASTRO, Eduardo. A morte como quase acontecimento. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=nz5ShgzmuW4&t=2728s (aprox. 21:40 min. até …..)

 

Anúncios