coita

[republico ligeiramente modificado um poema antigo que reencontrei aqui no bloco]

InsistoResultado de imagem para coita de amor

submisso no vício que

em meu peito impera pela

figura da fêmea, que com jeito

de fera, sob os nomes beleza e

viço, me reduz sem dó ao pó de estradas.

Mas meus anseios brutos, meus músculos de

macho mudo, submetidos pelos enleios da sua

ars amatoria, se esforçam e fragilmente se

deslocam em direção da amada,

que finge não me ver, dona

de si, de mim e

da situação.

 

 

 

 

Anúncios