LISTA INÚTIL 2009

No fim de ano sempre reaparece um tipo de jornalismo cultural para mim sem nenhuma utilidade, que é o das listas de “melhores” e “piores” do ano (desta vez foram os da década). Aqui faço a minha lista inútil, mas me atenho à primeira “categoria”, sublinhando serem os livros lidos, e não os publicados em 2009, pois meu jornalismo é absolutamente amador e intempestivo:

* Jerusalém; Aprender a rezar na era da técnica; e Klaus Klump: um homem – Gonçalo M. Tavares
* Fala, Favela – Adriano Espínola
* Cinco lugares de fúria – Pádua Fernandes
* Uma balada para Janis – Kátia Borges
* Um pouco da morte – Joaquim Manuel Magalhães
* Photomaton & vox – Herberto Helder
* Poesia – Guilherme de Aquitânia
* O poeta de Pondichéry; Maria Cristina Martins – Adília Lopes
* Teoria da vanguarda – Peter Bürger
* Outro nome; Escassez; As aves – Gastão Cruz
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s