POSTAGEM 25

A poesia como uma forma de silêncio. Voltei a me fascinar – romanticamente –por esse exercício de concentração da beleza (a thing of beauty is a joy forever) que a poesia proporciona. Esforço para não dizer nada. Não ser nada. Só uma linha em movimento a atravessar o olhar e prosseguir. Maravilha invisível e flutuante. Pílulas de uso regrado e intensivo. Receituário? Não há. Daí o perigo e o privilégio. Está tudo em suas mãos quando se trata de poesia. Só os incapazes (e como os há hoje em dia) não entendem que um poema é o ato de criar silêncio pelo uso de palavras. Só os surdos querem entender o que diz um poema em tempos de ruidosa polifonia. A beleza de um poema está em não dizer nada usando palavras que dizem muito, que não param de dizer, que sempre são ditas. Como uma obra de engenharia em que se mede o espaço matematicamente para o livre uso dos corpos e dos sonhos, um poema é ao mesmo tempo o mais e o menos democrático dos discursos. A menos e a mais moderna das práticas. Silêncio e enunciado. Atavismo mágico e estudo técnico. Mas os tutelados teimam em querer tomá-lo entre os dedos como uma prosa venal. Um bom poema não se vende jamais. Exige do leitor disponibilidade. Humildade. Força. Parcimônia. Um poema de cada vez já provoca demasiada entropia. Um livro a cada semana. A velocidade de um poema é outra. A da intensidade. Descia a ladeira com o carro em ponto morto. Joguei fora minha carteira. Decidi não mais dirigir, e tudo me é absolutamente plano diante dos olhos. Ando à pé e de ônibus. Vejo o horizonte a cada poema que leio. Cada verso, uma passo de dança; cada estrofe, um bloco de sensações; cada poema, um rosto fotografado. E cada livro de poesia, o paradoxo do anonimato, da ausência de leitores que o realizem em instantâneos descartáveis. Livros de poesia hoje são negativos positivados. Assinaturas artísticas. Contramercadorias.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s