MONSTRO

santo negro
das ruas fervilhantes
inferno dos anjos brancos
santo branco
da cabeça nas nuvens
inferno dos anjos negros
aqui estou
para que me matem
com a grande sabedoria
com que julgam
meu corpo disforme
filho do carbono e do amoníaco
monstro de escuridão e rutilância

nem santa mãe negra
nem santo pai branco
mas terceiro elemento
vingadora poesia
que não sabem
que nunca saberão
escrever

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s