IMPRESSÕES

MESAS E GEOMETRIAS

mesas redondas
a estranheza das mesas redondas
mesas redondas, desejos quadrados
desejos de conter o incontrolável
olhos-que-ouvem enquadram
rosto-que-fala e afunda nas mesas redondas
olhos-que-ouvem, rosto-que-fala, mesas redondas
triângulo edipiano
como luvas para mesas redondas
que desejam ser quadradas
desejo de enquadrar
com olhos-que-ouvem rostos-que-falam
meu rosto-que-fala denuncia tédio – me dizem
não – respondo – meu rosto-que-fala é intransitivo
apenas fala
não caibo em quadrados que se querem círculos
meu rosto é sem-forma, meu corpo é sem-forma
meu nariz é sem-forma, meus lábios deformam o que falo
e me perco
na memória da geometria
em mesas de arestas e afiados ângulos
sou elipse em mundo dia-a-dia mais agudo
sou voluta entre tantos quadrados sisudos
sou impuro entre demasiadamente puros
sou nas mesas redondas
definitivamente um estranho na porta dos fundos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s