IDADES DA VIDA




A momentary lapse of time, por devianart
……………………

O poema abaixo foi escrito por solicitação de Mayrant Gallo para constar de uma pequena antologia virtual que publicou no seu blog Contramão. Republico-o agora.

IDADES DA VIDA

A vida de um especialista em simulações em dez atos
desatados na palma da mão: a pressa na queda dos cabelos
que cresceram no ar como fogo, a vazante orquestrada por meus cílios
ansiosos em captar sinais, a consciência da grama morrendo
sob os pés, do sol perfurando as páginas do meu rosto e a pele,
deserto de mortais transumâncias. Mas nunca esqueço
peito, garganta, boca aos gritos. E, se abandono o futuro
que tive no passado, também perco o antigo escudo de aço
na luz dos meus olhos. Por isso quero a loucura
do mesmo instante de outrora que ainda vivo percorre lá fora
meu corpo que brinca com as pedras soltas da calçada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s