VAZIEZ, PARA HÉLIO & WALY

Hélio Oiticica executa um “Parangolé de cabeça” em Waly Salomão.
Foto de Andreas Valentim.

Waly dizia que aprendeu com Hélio que a vaziez após uma exposição ou publicação é muito importante para a criatividade de um artista.

SUPORTAR A VAZIEZ

suportar a vaziez
cruzar de ponta
a ponta meu deserto
levando mundos supérfluos
para distorcer a sensatez
o mito do lado esquerdo
exato reverso
do que é irreal no gesto
preciso nó desfeito
lado esquerdo do peito
para o acaso
sempre aberto
sempre atento
sempre ao jeito
de um inacabado verso
entre a violência e o esmero
entre o tabu e o desejo
que não pára
pra contar até dez
que não pára
pra olhar de viés
no intervalo vão
de um mês
que só pára
e olha direito
de frente, suave, reto
quando é a minha vez
de suportar a vaziez
pés firmes no chão do universo
impresso na própria pele

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s